Como ser fiscal do Enem 2017

Atualizado em: julho 6, 2016

by Enem 2017 on 06/07/2016

Como ser fiscal do Enem 2017? Milhões de estudantes de todo o Brasil participam anualmente das provas do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. O teste é aplicado em milhares de municípios de todas as unidades federativas do país. Além dos participantes, outro grande número de pessoas sempre manifesta interesse em trabalhar na aplicação das provas visando, principalmente, a contribuição financeira oferecida pela organização.

O Exame Nacional do Ensino Médio é organizado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), uma autarquia do Governo Federal ligada ao Ministério da Educação (MEC). O Inep é responsável por organizar o edital com todas as regras e datas oficiais do Exame, bem como trabalhar na elaboração das provas, divulgação dos resultados e recrutamento dos colaboradores do Enem.

Quem pode trabalhar de fiscal no Enem 2017?

Como ser fiscal do Enem 2017

O perfil das pessoas que trabalham de fiscal do Enem está sempre relacionado ao meio acadêmico e ao nível de experiência dos interessados. A grande maioria dos colaboradores possuem vínculos com universidades, institutos ou faculdades, sendo esses professores, secretários, técnicos e até mesmo alunos. Quem já trabalhou com a aplicação não só do Exame, como de outros concursos e provas, também costuma se dar bem na seleção.

A organização do Enem costuma dar preferência aos voluntários que já trabalharam nas edições anteriores do Exame e demonstram em prestar serviço na edição corrente, visto que é necessário treinamento para capacitação dos envolvidos. As inscrições para colaboradores acontecem nos meses que antecedem as provas.

Como se inscrever para fiscal do Enem 2017?

As inscrições para fiscal do Enem 2017 podem ser feitas através de mais de uma maneira, seja presencialmente ou via internet. A inscrição presencial é realizada nas próprias universidades que recebem as provas. Estas, por sua vez, costumam divulgar a notícia apenas internamente e fazem, no máximo, publicação em seus sites oficiais. Geralmente, os funcionários e estudantes das próprias instituições se inscrevem primeiro devido ao privilégio da divulgação.

Entretanto, também é possível fazer inscrição do Enem 2017 via internet, nos sites de duas instituições que auxiliam o Inep na realização do Exame: Fundação CESGRANRIO (Centro de Seleção de Candidatos ao Ensino Superior do Grande Rio) e o CESPE/UnB (Centro de Seleção e de Promoção de Eventos).

A CESGRANRIO possui o Sistema de Alocação de Colaboradores (SAC), por meio do qual os interessados em trabalhar no Enem devem se inscrever informando o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e endereço de e-mail válido. O cadastro pode ser feito em qualquer período do ano e não é exclusivo à aplicação do Exame, visto que é aberto a quaisquer outras avaliações e concursos que são aplicados.

Por sua vez, o CESPE/UnB também disponibiliza uma página exclusiva para inscrição de colaboradores, acessível neste link. Assim como no Sistema de Alocação de Colaboradores da CESGRANRIO, o cadastro no site pode ser feito durante qualquer época do ano.

As duas instituições e o próprio Inep ainda divulgarão informações detalhadas sobre o processo seletivo de fiscal do Enem. Isto geralmente ocorre nos dois últimos meses antes das provas. A expectativa é de que o Exame deste ano seja aplicado no último final de semana de outubro, nos dias 29 (sábado) e 30 (domingo), ou no primeiro de novembro, dias 05 e 06, também no sábado e domingo.

Quais as funções do fiscal do Enem e quanto cada um recebe?

Muitos costumam generalizar e classificar apenas de “fiscal do Enem” a função dos colaboradores que trabalham nos dias de prova. No geral, o objetivo de cada uma das funções é cooperar para a organização e segurança do ambiente de aplicação do Exame, entretanto, os cargos são vários e suas classificações são as seguintes: chefes de sala, aplicadores, fiscais de sala, volantes (fiscais de corredor), fiscais de banheiro, porteiros, auxiliares de limpeza, seguranças, ledores, intérpretes de línguas, leitores, enfermeiros e médicos.

Na última edição, a remuneração oferecida aos chefes de sala foi de R$ 227,86. Os aplicadores, por sua vez, receberam o equivalente a R$ 170,89. O mesmo valor foi pago aos fiscais. Quem trabalhou nos serviços de apoio recebeu cerca de R$ 140,00. As remunerações correspondem a dois dias de serviços prestados e a expectativa é de que os valores não sejam muito diferentes na edição deste ano.

Como é feito o pagamento dos fiscais do Enem 2017?

Os colaboradores que cumprem corretamente com todos os seus deveres nos dois dias de prova recebem o valor de forma integral, geralmente no mês seguinte à data de aplicação do Enem. O pagamento é realizado por duas maneiras exclusivas: via depósito bancário ou por meio de ordem de pagamento.

O depósito bancário é feito àqueles que informam à organização se número de conta. Por sua vez, a ordem de pagamento é liberada por meio da apresentação do CPF pelos próprios fiscais. Ambas as transações são realizadas exclusivamente em agências do Banco do Brasil (BB).

Continue visitando nosso site e leia outros artigos que já publicamos para ficar por dentro das novidades do Exame Nacional do Ensino Médio. A expectativa é de que o Inep divulgue o edital do Enem na primeira quinzena de maio. No documento serão abordadas todas as informações oficiais relacionadas às provas.

Curta e compartilhe a página do Enem 2017 no facebook para se manter atualizado!

Como ser fiscal do Enem 2017
5 (100%) 2 votos

Leave a Comment

Notícia anterior:

Próxima notícia: